CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Publicações

O Perfil do Investidor Particular Português em Valores Mobiliários Maio de 2001


2. Ficha técnica
 
Em ambos os inquéritos o universo foi a população portuguesa com idade superior a 18 anos com pelo menos uma conta bancária, excluindo os empregados da CMVM, bolsa(s) e da Interbolsa.
 
O primeiro inquérito ao perfil do investidor (designado por Q99 no resto do texto) decorreu entre Novembro de 1998 e Janeiro de 1999, tendo sido realizadas 1.200 entrevistas a investidores. O inquirido foi o indivíduo responsável ou co-responsável pelas decisões de investimento do agregado familiar. A amostra foi estratificada por regiões tendo sido definidas quotas de sexo e de idade de modo a reflectirem o quadro demográfico local. Os resultados deste inquérito foram entregues à CMVM em Fevereiro de 1999.
 
O segundo inquérito (que será designado, de agora em diante, por Q01) decorreu entre Outubro e Dezembro de 2000. Foram realizados 15.039 contactos, tendo sido encontrados 1.555 investidores dos quais 1.268 foram entrevistados. O inquirido foi o indivíduo responsável ou co-responsável pelas decisões de investimento do agregado familiar. O relatório deste questionário foi entregue à CMVM em Janeiro de 2001.
 
Um dado muito importante para a CMVM é a taxa de detenção de valores mobiliários. No Q99 era impossível obter essa resposta e foi necessário recorrer a uma alternativa. Para isso, a Euroexpansão, realizou 601 entrevistas telefónicas usando a mesma amostra que no restante questionário. No Q01 esse número resulta da divisão do número de investidores encontrados pelo número total de contactos.