CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Estatísticas

Estatísticas periódicas


Indicadores mensais dos fundos de investimento mobiliário

Março de 2021


    Em março de 2021, o valor sob gestão dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários (OICVM) totalizou 15.558,7 milhões de euros, mais 555,9 milhões (3,7%) do que em fevereiro. Nos fundos de investimento alternativo (FIA), o valor mensal sob gestão decresceu 2,4% para 298,6 milhões de euros.

    O valor das aplicações em ações caiu 35,7% nas de emitentes nacionais e subiu 10,8% nas de emitentes estrangeiros, em comparação com o mês anterior. No que respeita à dívida pública, o valor das aplicações recuou 21,2% na nacional e aumentou 7,6% na estrangeira. O valor aplicado em obrigações cresceu 3,9% nas de emitentes nacionais e 1,3% nas de emitentes estrangeiros.

    A Sonae SGPS foi o título com maior peso nas carteiras dos fundos, representando 10,2% do total investido, com um decréscimo mensal de 29,3%. Seguiram-se a EDP, cujo valor nas carteiras dos fundos caiu 35,3%, e a Jerónimo Martins, cujo valor desceu 11,6% face a fevereiro.

    No que respeita ao investimento em títulos da União Europeia, os mais representativos nas carteiras dos fundos de investimento foram a Siemens, a LVMH e a Inditex. Fora da União Europeia destacaram-se a Exxon Mobil, a Alphabet e a Microsoft.

    A Alemanha foi o principal destino de investimento dos OICVM em março, ao absorver 15,4% do total das aplicações dos fundos, seguida dos Estados Unidos (15,2%) e de França (12,7%). Portugal absorveu 5,4% do investimento.

    As sociedades gestoras com as maiores quotas de mercado foram a Caixa Gestão de Ativos (33,0%), a IM Gestão de Ativos (21,8%) e a BPI Gestão de Ativos (18,3%).

    Em março foi constituído o fundo de investimento mobiliário “Fundo de Investimento Mobiliário Aberto Santander Multi-Estratégia”, gerido pela Santander Asset Management. No mesmo mês houve também a fusão por incorporação do fundo de ações “Fundo de Investimento Mobiliário Aberto de Ações Santander Acções Portugal” no fundo de ações “Fundo de Investimento Mobiliário Aberto de Ações Santander Acções Europa”, geridos pela Santander Asset Management.