CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Comunicados

Da confiança dos investidores à retoma passando pela segurança: O que marcou a Semana Mundial do Investidor


15 de outubro de 2020

A Semana Mundial do Investidor de 2020 (SMI 2020), uma iniciativa global da IOSCO coordenada em Portugal pela CMVM, apresentou este ano o maior número de iniciativas junto do público português, beneficiando do empenho e envolvimento dos oito parceiros habituais e de entidades convidadas – supervisores financeiros, associações representativas do setor financeiro e entidade gestora do mercado regulamentado -, o que permitiu ampliar a diversidade de públicos-alvo e aprofundar a reflexão em torno de temas como a recuperação da confiança dos investidores, o papel do mercado de capitais na retoma económica, a prevenção da fraude digital, a cibersegurança e a sustentabilidade financeira.

As 13 iniciativas realizadas ao longo da SMI 2020, na sua maioria por via digital, contaram com mais de um milhar de participantes. As iniciativas seguidas através do site dedicado à Semana Mundial do Investidor registaram, entre 16 de setembro e 11 de outubro, mais de 25 mil visualizações (cerca de 5% das quais na versão inglesa), enquanto as visualizadas diretamente através do canal de YouTube tiveram cerca de 2.800 visualizações.  Nas redes sociais, também se manifestou o interesse pelos conteúdos relacionadas com a promoção da literacia financeira e a proteção do investidor, com as publicações sobre a SMI no LinkedIn e no Twitter, a superarem, respetivamente, 66.600 e 22.600 impressões, enquanto a página de Facebook dedicada ao evento alcançou, aproximadamente, 5.000 pessoas.

Ao longo da SMI 2020, que teve como slogan “Conheça primeiro, invista depois”, a CMVM relançou a Área do Investidor disponível no site, com a reorganização e reforço de conteúdos, nomeadamente sobre a prevenção da fraude e, em particular, da fraude digital, tendo publicado uma brochura específica sobre a matéria e um vídeo explicativo. A CMVM promoveu também outras iniciativas como conselhos aos investidores sobre a aplicação de poupança nos mercados financeiros.

Temas centrais na atualidade como a demografia, a poupança para a reforma e as pensões marcaram o arranque das atividades da Semana, numa sessão dinamizada pela Associação Portuguesa de Seguradores.  Por seu lado, o Open Day na Banca, organizado pela Associação Portuguesa de Bancos, contou com três sessões sobre noções básicas de investimento, destinadas a clientes bancários, estudantes universitários e seniores.

O debate e a análise de dilemas éticos nas finanças foi a proposta da CFA Society Portugal, entidade convidada nesta edição da SMI 2020, aos participantes na iniciativa. As questões da poupança, do investimento e da confiança estiveram em foco: (i) na “Invest talk” promovida pela APFIPP e Euronext em colaboração com o MoneyLab, pela qual passaram cerca de um milhar de pessoas; (ii) na e-conference da Associação de Empresas Emitentes de Valores Cotados em Mercado sobre a cultura das organizações, o seu propósito, o comportamento ético, a sustentabilidade e a confiança dos investidores; e (iii) na sessão do Banco de Portugal sobre os contributos que o banco central, com as suas várias funções, pode dar à confiança dos agentes económicos.

O papel que a análise financeira tem, nomeadamente nesta crise, no suporte a opções dos investidores e a decisões de gestão esteve em debate na sessão da APAF, tendo sido discutidos não só a relevância de relatórios e contas e indicadores de desempenho, como a importância da transparência e do profissionalismo para a confiança dos investidores.

Com o aumento nas ofertas de investimento através da internet, o PNFF e a Direção Geral da Educação trouxeram o tema da cibersegurança nas transações financeiras para a SMI, falando sobre riscos, comportamentos e ferramentas disponíveis. 

A conferência anual da CMVM, que este ano integrou o programa da SMI 2020, foi dedicada a uma reflexão sobre o papel do mercado de capitais na retoma e o financiamento da economia. Realizou-se num formato híbrido, tendo contado com cerca de 100 participantes presencialmente, no Museu do Oriente, e mais de 200 registadas para assistir online. Durante a conferência foi ainda entregue o Prémio José Luís Sapateiro referente à 20ª edição, estando atualmente a decorrer as candidaturas para a edição 2021.

Numa sessão fechada a alunos dos 11º e 12º anos do Colégio Amor de Deus, os três supervisores financeiros – ASF, Banco de Portugal e CMVM – falaram, no âmbito do Plano Nacional de Formação Financeira, sobre como poupar e investir em segurança nos mercados financeiros, testando posteriormente os conhecimentos adquiridos pelos alunos durante a sessão.

A concluir as atividades da SMI2020, a CMVM organizou uma conversa entre a presidente, Gabriela Figueiredo Dias, e um grupo de cerca de 50 estudantes universitários, sobre o tema das finanças sustentáveis. Ao longo de hora e meia os alunos colocaram questões nomeadamente sobre os desafios para o sistema financeiro, as forma de reporte, de medição de cumprimento dos requisitos e das regras e legislação a nível nacional e europeu.

As sessões da Semana Mundial do Investidor podem ser visualizadas  no canal de YouTube ou no site dedicado à SMI 2020. Pode ainda consultar todos os conteúdos partilhados sobre a Semana, na página de Facebook.

A Semana Mundial do Investidor, a iniciativa global promovida pela IOSCO, envolveu este ano reguladores e stakeholders de mais de 100 países, na dinamização de atividades e ações focadas no investidor, na sua proteção e na educação financeira, em especial no contexto da Covid-19.

Em Portugal, a SMI foi organizada pela CMVM, em colaboração com oito parceiros: a Associação de Empresas Emitentes de Valores Cotados em Mercado (AEM), a Associação Portuguesa de Analistas Financeiros (APAF), a Associação Portuguesa de Bancos (APB), a Associação Portuguesa de Fundos de Investimento e Fundos de Pensões (APFIPP), a Associação Portuguesa de Seguradores (APS), a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões (ASF), o Banco de Portugal (BdP) e a Euronext Lisbon.