CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Estatísticas

Estatísticas periódicas


Indicadores mensais dos fundos de investimento mobiliário

Setembro de 2018

Em setembro de 2018, o valor sob gestão dos organismos de investimento coletivo em valores mobiliários (OICVM) totalizou 11.021,1 milhões de euros, mais 868 mil euros do que em agosto. Nos organismos de investimento alternativo (OIA), o valor mensal sob gestão decresceu 1,8% para 808,7 milhões de euros.
 
O valor das aplicações em ações de emitentes nacionais registou uma descida de 2,6% em relação ao mês anterior, enquanto nas de emitentes estrangeiros aumentou 1,8%. No que respeita à dívida pública, o valor das aplicações desceu 16,2% na nacional, mas cresceu 23,5% na estrangeira. O valor aplicado em obrigações aumentou 1,2% nas de emitentes nacionais e recuou 0,6% nas de estrangeiros.
 
O BCP manteve-se como o título com maior peso nas carteiras dos fundos, representando 11,2% do total investido, com uma subida mensal de 2,9%. Seguiram-se a Jerónimo Martins, cujo valor nas carteiras dos fundos caiu 2,6%, e a NOS, que aumentou 5,1%.
 
No que respeita ao investimento em títulos da União Europeia, os mais representativos nas carteiras dos fundos de investimento foram a Siemens, a LVMH, e a Inditex. Fora da União Europeia destacaram-se a Apple Computer, a Microsoft e a Johnson Johnson.
 
O Luxemburgo continuou a ser o principal destino de investimento dos OICVM em setembro, ao absorver 16,0% do total das aplicações dos fundos, seguido da Alemanha (13,8%) e do Reino Unido (13,3%). Portugal absorveu 8,2% do investimento.
 
As sociedades gestoras com as maiores quotas de mercado foram a Caixagest (32,9%), a BPI Gestão de Activos (24,5%) e a IM Gestão de Ativos (17,6%).