CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Comunicados

Conferência anual CMVM



 

 ORADORES

 

André FigueiredoSócio, PLMJ

 

| Biografia |

André Figueiredo é sócio da PLMJ, desde 2015, e professor convidado na Faculdade de Direito da Universidade Católica de Lisboa. Na PLMJ, lidera a equipa de mercado de capitais, onde tem acompanhando os desenvolvimentos recentes nas áreas de investimento social e de impacto. Entre 2014 e 2015 trabalhou na Clifford Chance, no Luxemburgo. É Membro da Ordem dos Advogados Portuguesa.     

 *

António CorreiaPartner, PricewaterhouseCoopers

"Finanças sustentáveis são as que atendem a todas as partes interessadas através de uma gestão integradora das variáveis financeiras e não financeiras, melhorando a vida dos cidadãos e das comunidades em que estamos envolvidos."                 

| Biografia |

António Brochado Correia é Partner da PwC Portugal desde 2003, onde começou a trabalhar em 1993. É responsável pelos serviços de Sustentabilidade, onde se inclui a especialidade em informação não financeira. É Revisor Oficial de Contas desde 1999. Presidiu à Comissão Técnica  de Responsabilidade Social da Ordem dos Revisores Oficiais de Contas no período de 2008-2011, tendo sido representante na Fédération des Experts Européens.

 *

Cristina CasalinhoCEO, Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública

 

| Biografia |

Cristina Casalinho é Presidente do Conselho de Administração da Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP) desde 2014, onde já era vogal entre 2012 e 2014. Anteriormente (2001-2012), foi Diretora do Departamento de Estudos Económicos e Financeiros do Banco BPI, no qual ingressou, em 1992, como analista financeira. Lecionou, entre 1991 e 2000, Economia Financeira, Macroeconomia e Introdução à Economia e Finanças Públicas na Universidade Católica Portuguesa. 

  *

João Wengorovius MenesesCEO, Secretário Geral, BCSD - Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável

"Para além da componente humana, há dois recursos sem os quais não seria possível produzir riqueza: energia e capital. Mas se o primeiro tem feito um caminho significativo no sentido da sustentabilidade, através do desenvolvimento exponencial das fontes de energia renováveis e de soluções de mobilidade e bem-estar alternativas, o segundo só agora começa a dar sinais relevantes de preocupação com a sustentabilidade do nosso modelo de desenvolvimento. Tornando-se um princípio universal, as finanças sustentáveis teriam o potencial para acelerar extraordinariamente a nossa transição para um mundo sustentável e para uma sociedade 5.0."


| Biografia |

João Wengorovius Meneses é formado em Administração de Empresas, Marketing e Estudos de Desenvolvimento e possui diversas experiências em educação executiva na Harvard Business School, em Stanford, na Kellogg School of Management e no INSEAD. É Secretário Geral do BCSD - Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável e Presidente da Conselho da TESE - Associação para o Desenvolvimento, uma Organização Não Governamental para o Desenvolvimento que utiliza o conceito de Inovação Social como uma âncora do seu trabalho em Portugal e nos países em desenvolvimento. Ocupou vários cargos de gestão e liderança nos setores público e privado, bem como no setor das ONGs. Entre 2011 e 2014 foi Diretor Executivo do GABIP Mouraria e de 2015 a 2016 ocupou o cargo de Secretário de Estado da Juventude e do Desporto. Os temas da inovação e da sustentabilidade têm sido uma preocupação constante ao longo da sua carreira profissional.

 *

Nandini SukumarCEO, World Federation of Exchanges

"As bolsas desempenham um papel central no fomento e promoção do desenvolvimento de um sistema financeiro sustentável e na promoção da transição para uma economia inclusiva e sustentável. As bolsas reconhecem a importância de integrar uma perspetiva a longo prazo nos mercados financeiros para reduzir os riscos socioeconómicos e físicos e contribuir para uma maior estabilidade financeira. Os Princípios de Sustentabilidade da WFE, publicados em outubro, constituem uma declaração formal da WFE e dos seus membros para assumir um papel de liderança na promoção da agenda de financiamento sustentável."

| Biografia |

Nandini Sukumar é Diretora Executiva da Federação Mundial de Bolsas (WFE), a associação global de bolsas e CCPs. A WFE representa mais de 250 bolsas e câmaras de compensação em todo o mundo, educando os stakeholders sobre o papel vital desempenhado pelas infraestruturas de mercado na economia real e, enquanto organismo normalizador, encontrando consenso sobre as questões entre os membros globais. As bolsas WFE abrigam quase 45.000 sociedades cotadas, a capitalização de mercado dessas entidades é de mais de US $ 82,5 triliões e cerca de US $ 81,8 triliões em negociações passam anualmente pelas infraestruturas que os membros da WFE protegem. Nandini Sukumar é Vice-Presidente do Comitê Consultivo de Membros Afiliados da IOSCO.
 

 *

Paulo Rodrigues da Silva CEO, Euronext Portugal

"Num mundo com desafios crescentes, nomeadamente ambientais e de transformação tecnológica, a Sustainable Finance proporciona aos participantes do mercado uma escolha, a de actuar de uma forma responsável e contribuir activamente para mudanças positivas na actuação dos agentes económicos."
            

| Biografia |

Paulo Rodrigues da Silva é CEO da Euronext Lisbon e da Interbolsa desde 2017, e membro do Managing Board da Euronext N.V. Iniciou a sua carreira em 1990 como consultor na McKinsey & Co, foi Membro da Comissão Executiva do Banco BPI e da Vodafone entre 1995 e 2009 e Membro da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos em 2016. Paulo desempenhou funções de topo em empresas líderes de diferentes sectores, cobrindo um variado espectro de responsabilidades (comercial, estratégia e tecnologia). Tem uma larga experiência internacional, tendo trabalhado em 4 países diferentes, supervisionado operações de mais de 20 países, com colaboradores de diferentes nacionalidades. Liderou processos de transformação de negócio, como fusões, consolidações multi-país e lançamento de novos negócios, sendo a integração da tecnologia e da inovação com o negócio uma das suas áreas principais de interesse.