CMVM
skip
Idioma
pageBackground
Comunicados

Conferência anual CMVM


"Sustainable Finance: The Road Ahead"


 

ORADORES

Colin Mayer | Cátedra Peter Moore de Estudos de Gestão, Said Business School da  Universidade de Oxford

"As finanças sustentáveis são fundamentais para enfrentar os desafios e as oportunidades que os negócios, os investidores e a sociedade enfrentam nas próximas décadas"

| Biografia |

Colin Mayer é professor na Saïd Business School da Universidade de Oxford. O Professor Mayer é especialista em finanças corporativas, governo corporativo, regulamentação, tributação e sistemas financeiros, sendo uma autoridade na análise do papel das corporações na sociedade contemporânea. Entre 1986 e 2010, foi diretor da OXERA, contribuindo para a construção da que é hoje uma das maiores consultoras económicas independentes da Europa. Atualmente é Diretor da Aurora Energy Research Limited, uma empresa de modelagem de energia. É também Diretor Académico do programa “Future of the Corporation” da British Academy.

*

Filipe Santos | Professor catedrático de Empreendedorismo Social, Católica Lisbon Business & Economics

"É hoje em dia evidente que o paradigma dominante no sistema financeiro se está a alterar e que a dimensão de “Impacto” (criação de valor para a sociedade) está a ser crescentemente adotado como critério nas decisões de investimento. Esta alteração é essencial para o bom desempenho do setor financeiro e das Economias pois permite re-orientar os recursos disponíveis para os projetos, investimentos e iniciativas mais alinhados com as exigências de governança e sustentabilidade do século XXI."

| Biografia |

Filipe Santos tem doutoramento da Universidade de Stanford e é Professor Catedrático de Empreendedorismo Social na Católica Lisbon School of Business and Economics. É também Professor Visitante no INSEAD, escola onde foi docente de carreira entre 2003 e 2014. Em 2013 lançou o Laboratório de Investimento Social e em 2015-2016 liderou o Portugal Inovação Social, uma iniciativa governamental para fomentar o investimento social. Recebeu diversos prémios internacionais e a sua investigação em empreendedorismo e inovação social está publicada em revistas de topo. É membro do Board da EVPA - European Venture Philanthropy Association, a associação dos investidores sociais.

*

José de Matos | Consultor do Conselho de Administração, Banco de Portugal 

                 

"Recentemente e sem prejuízo dos seus mandatos, os bancos centrais têm começado a dar mais atenção ao seu possível contributo para economias e sistemas financeiros mais sustentáveis"

| Biografia |

José de Matos é Consultor do Conselho de Administração do Banco de Portugal e Presidente do Conselho de Administração da Sociedade Gestora do Fundo de Pensões da mesma instituição, funções que acumula com o cargo de Presidente do Conselho de Administração da Valora, desde março de 2017. José de Matos foi Vice-Governador do Banco de Portugal entre 2002 e 2011, substituindo quando necessário o Governador no Conselho de Governadores do BCE, nesse período. Entre 2011 e 2016 foi Presidente da Comissão Executiva da Caixa Geral de Depósitos.

*

Peter Kernan | Diretor executivo, S&P Global

"Durante muitos anos, a S&P Global Ratings incorporou relevantes fatores Ambientais, Sociais e de Governance (ASG) nas considerações qualitativas e previsionais das entidades às quais atribuí rating. Dada a importância da sustentabilidade financeira na avaliação de crédito, um foco-chave é o reforço da transparência, formação e comunicação em torno da incorporação de fatores ASG na atribuição de ratings. Esta abordagem irá ajudar a assegurar que a S&P Global Ratings continua a demonstrar robustez e consistência na sua abordagem de integração de fatores ASG nos ratings."     

| Biografia |

Peter Kernan é Diretor Executivo da S&P Global Ratings, responsável pela definição de metodologias de atribuição de ratings e de notações financeiras às empresas. É especialista em mercados de crédito e de avaliação de risco de crédito. É também perito em sustentabilidade financeira, em particular na análise de risco de crédito associada a fatores ambientais, sociais e de governance.

Tânia Duarte | Cofundadora e diretora de Operações, Conduct, Culture, People Research Foundation

"As Finanças Sustentáveis possibilitam um crescimento sustentável e inclusivo, aceleram a transição para uma economia de baixo carbono e contribuem para a estabilidade do sistema financeiro a longo prazo."

| Biografia |

Tânia Duarte tem mais de doze anos de experiência profissional em sustentabilidade. Iniciou a sua carreira profissional como researcher em sustentabilidade ambiental em Portugal e trabalhou como Gestora de Sustentabilidade Ambiental numa empresa multinacional, com foco na gestão de risco ambiental e social e reporting. Mudou-se para Londres há cerca de seis anos, passando pela London School of Economics, num projeto inserido no Sustainable Finance Project. Em 2014, foi cofundadora da CCP Research Foundation - um veículo social de research no âmbito de "Conduct, Culture and People", onde assumiu funções de Diretora de Operações. Realizou investigação em conduta e cultura no setor bancário e contribuiu para diversas publicações nestas áreas e em Sustentabilidade. Na sua publicação mais recente em Finanças Sustentáveis, Tânia é coautora do livro "O Setor Financeiro e o Crescimento Sustentável – A nova Finança do Século XXI

Ugo Bassi | Diretor, Direção-Geral de Estabilidade Financeira, Serviços Financeiros e União dos Mercados de Capitais (FISMA), Comissão Europeia

"O recente relatório do Intergovernmental Panel on Climate Change alerta para a urgência de agir à medida que o aquecimento global avança a um ritmo mais acelerado do que o previsto. Precisamos de aumentar o nosso esforço para prevenir cenários catastróficos. O setor financeiro tem um papel fundamental a desempenhar ao redirecionar o capital privado na direção correta: um que seja sustentável para as gerações futuras. A ambiciosa agenda da Comissão Europeia foi pensada de modo a ir ao encontro destes desafios e a assegurar um futuro sustentável para as empresas, consumidores e para a sociedade como um todo."

| Biografia | 

Ugo Bassi é Diretor de Mercados Financeiros na FISMA - Direção-Geral da Estabilidade Financeira, dos Serviços Financeiros e da União dos Mercados de Capitais, da Comissão Europeia, desde 2012. Advogado de profissão, Ugo Bassi trabalhou como referendário no Tribunal de Justiça das Comunidades Europeias de 1990 a 1997. Entre 2006 e 2012, ocupou vários cargos de gestão na Comissão Europeia e esteve envolvido em negociações sobre alguns dossiers chave em resposta à crise financeira.